Autoestima e vaidade pós-parto

Como ficam os cuidados com o corpo e a beleza em geral pós-parto? A cobrança vem de nós mesmas e, muitas vezes dos outros também. Como isso afeta a autoestima das mães? Vamos falar sobre isso?!

Todas sabemos que o bebê demora 9 meses para se formar. Mas nem todos sabem que o corpo precisa entre 9 e 12 meses após o parto para voltar ao normal. A barriga geralmente fica bastante inchada durante o primeiro mês até e vai lentamente retornando ao que era antes. Não adianta ter pressa, só vai gerar mais ansiedade e frustração! Para driblar a barriga inchada, podemos usar as cintas ou calcinhas com cós alto para ajudar a firmar. Eu usei muito essas calcinhas e me sentia bem mais segura e bonita.

Para retornar ao peso de antes, é preciso que a mamãe tenha o cuidado de manter uma alimentação saudável. No caso das mães que amamentam é normal ter mais fome, mas não quer dizer que se pode comer de tudo. Embora não seja indicado dieta para lactantes, temos que manter uma alimentação equilibrada. Exercícios também ajudam bastante, mas só o médico pode avaliar quando está liberado. Tenha paciência e não se preocupe, com o tempo, sem exageros, perdemos aqueles quilos extras.

Mas não é só o peso e a barriga que assombram as mamães no pós-parto. O abandono das rotinas de cuidados consigo é comum e costuma vir com a desculpa  de que mal damos conta da nova rotina com o bebê. Mas vamos com calma. Primeiro, você deve responder pra si mesma: Quais os cuidados comigo eu tinha antes da gravidez?

Antes da gravidez eu só usava lápis, rimel e blush quando ia passear. Cuidava muito do meu cabelo, arrumava com o secador todos os dias e não vivia sem brincos. Para o padrão normal das mulheres, eu não era muito vaidosa. Não fazia as unhas, não pintava o cabelo, não usava cremes e nem me maquiava, mas sempre fui muito feliz com minha imagem no espelho. Sabe o que eu fiz no pós parto? Mantive os mesmos cuidados de antes. Pensando em agilizar cortei o cabelo, o que me economizou muito tempo para deixar arrumado. E o resultado? Eu me sentia muito bem após o parto, mesmo estranhando a barriga inchada.

O que eu quero dizer é que as mães só podem se cobrar do que já faziam antes da maternidade.  Não adianta se comparar com outras mães, muito menos as que vivem da imagem em revistas e televisão. Isso não trará benefício nenhum e nem seria justo. Entretanto, fazer um esforço para manter os mesmos cuidados de antes nos ajuda muito a passar por este momento de transição mais segura. Olhar no espelho e ver que ainda é você!

Se costumava passar horas se dedicando a se embelezar, é melhor ir repensando para manter uma rotina mais básica, com o que seja mais importante. Se gosta muito de ter as unhas feitas, chame uma manicure ou amiga em casa. Se gosta de se maquiar todos dias, faça um look rápido e prático. Se demora muito a arrumar o cabelo, talvez um corte mais curto ou mais prático seja o ideal.

Eu levei meus brincos para a maternidade, eu sabia que teria visitas e não me sinto bem sem. Tem gestantes que vão maquiadas dar à luz, isso vai variar de cada uma. Não devemos julgar ninguém pelo seu modo de ser. Acho que o importante é sermos nós mesmas. Vamos estar com a atenção voltadas para o bebê, mas não precisamos nos esquecermos de nós totalmente.Nos primeiros dias em casa é complicado pensar em muita coisa, mas depois de uns 10 dias, tentar retomar sua rotina de cuidados é bem interessante. Não é impossível e você vai se sentir muito melhor com o passar do tempo, acredite!

Outra coisa, por favor, nada de andar de pijama o dia todo em casa! Tomar um banho, escovar os dentes, pentear os cabelos e vestir uma roupa é o mínimo de cuidado que toda mãe deve ter consigo! Dê um jeito e faça! Se tiver que escolher entre cuidar da casa ou de você, escolha você primeiro. A casa é de todos moradores e não podemos fazer tudo! Aceite toda a ajuda que oferecerem e aproveite para cuidar de si um pouquinho também, é renovar as energias!

Tenho certeza que muitas mães podem achar isso tudo besteira e que só o bebê importa nesse momento. Muitas se sentem muito bem só pensando no bebê, mas com o passar do tempo se tornará mais difícil a readaptação dos cuidados consigo e a autoestima tenderá a cair no geral. Isso infelizmente, somado as dificuldades que muitas mães passam nesse período, podem levar a depressão pós-parto. Ser  mãe é maravilhoso, mas é normal tendemos a ficar inseguras no início, tudo é mais complicado do que imaginamos e acredite, detalhes fazem a diferença. Ouvir um elogio, em um período que o bebê é o centro das atenções, nos dá ânimo para continuar.

Estes pequenos cuidados podem ajudar muito a mantermos nossa autoestima mais elevada e nos sentirmos melhor. Esqueça os comentários e palpites alheios, inclusive os meus se discordar! Seja sincera consigo mesma, defina suas prioridades e vá cuidar e curtir seu bebê sem neuras! Aproveite esse momento!

 

1 thought on “Autoestima e vaidade pós-parto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *