Autonomia: O que você está ensinando ao seu filho?

Você está incentivando seu filho a adquirir sua autonomia? Está ensinando ele a se vestir, amarrar os sapatos, ajudar nas atividades domésticas ou cuidar do seu quarto? Essa interação dos pequenos com os pais nos cuidados pessoais ou nas atividades da casa, além de estimular suas habilidades motoras e sensoriais, desenvolve a autonomia e o senso de responsabilidade.

Quando podemos começar? 

Desde bem pequenos, entre um e dois anos, é possível incluir os bebês em algumas atividades cotidianas. Conforme forem crescendo, podemos acrescentar tarefas mais complexas.

As crianças crescem rápido e, às vezes,  não percebemos que eles já podem fazer algumas coisas sozinhos.  Dedicar um tempo a ensinar os filhos a realizarem tarefas de acordo com suas capacidades é muito importante para eles. Além de estimular seu desenvolvimento, são momentos preciosos entre mães e filhos.

Ensinar, dar-lhes chance de treinar e parabenizá-los quando realizarem as tarefas aumenta a autoestima, ensina a cooperar e cuidar do ambiente em que moram.  Essas atitudes irão formando neles o sentido de responsabilidade.

Como saber o que meu filho pode fazer?

Existem várias tabelas na internet que dão sugestões do que cada criança pode fazer por faixa etária. Não vou colocar nenhuma delas aqui, pois achei que não condiziam com a minha realidade e dos meus filhos. Melhor do que uma tabela para seguir, nós mamães temos que observar as habilidades do nosso bebê  e ir ensinando de acordo com o seu desenvolvimento.

Aprender a comer, usar o vaso sanitário, se limpar após usar o banheiro, lavar as mãos, se vestir, colocar os sapatos, escovar os dentes, tomar banho e guardar brinquedos são coisas básicas que as crianças geralmente aprendem entre 1 e 4 anos.

Eu nunca tinha pensado em ensinar meu primeiro filho a colocar as sandálias. Quando ele iniciou  na escolinha, com quase dois anos, as professoras rapidamente o ensinaram. Demorou um mês para ele aprender direitinho, mas me surpreendi em não ter me dado conta de que ele já poderia estar fazendo isso, se eu o tivesse ensinado, claro.

Depois disso, fui aos poucos testando suas capacidades e sempre estimulando sua autonomia.  Quando algo parecia muito difícil, esperava mais uns meses e tentava novamente. Cada criança é única e se desenvolve no seu tempo. Observar seu filho e ensinar respeitando seu ritmo é a melhor maneira.

Como eles podem participar nas atividades domésticas?

Qualquer atividade de casa que não envolva riscos (nada que use o fogão, utensílios cortantes, vidros ou produtos químicos), pode ser adaptada para a criança participar.

O importante é ser um momento de aprender brincando. Fazer junto com a criança e sem cobranças. Com o passar do tempo eles vão fazendo cada vez melhor e curtem esses momentos! Depois dos 4 anos podemos  delegar à eles algumas tarefas e começar a ensinar a se comprometer com a sua realização.

O que meus filhos já fazem!

Minha filha mais nova, que tem quase 2 anos, coloca a comida do cachorro todos os dias. Ela adora e não deixa mais ninguém fazer. Quando troca a fralda, leva e coloca no lixo do banheiro. Ajuda a guardar brinquedos e colocar as coisas na mesa (nada pesado ou que possa quebrar). Já come sozinha, lava as mãos, tenta se lavar no banho, escova os dentes e se veste com ajuda. Adora a vassoura e o aspirador, mas claro, só brinca um pouco com eles.

O mais velho, que fez 4 anos este mês, já se cuida sozinho e ajuda muito em casa. Adora fazer bolo comigo, colocar a mesa, guardar os brinquedos, molhar as plantas, entre outras coisas. Ele também é meu ajudante para cuidar da irmãzinha. Se ela sobe a escada sozinha ou mexe em algo que não pode, ele vem correndo me avisar.

Muito mais que realizar tarefas…

No meio a um dia corrido, incluir as crianças nessas atividades é também uma forma de interagir com os filhos. Ao invés de ligar o desenho para limpar a casa, convido eles à participarem do que estou fazendo.

Conforme forem ficando maiores é importante cobrar algumas tarefas deles, vai depender da rotina da sua família. Nós temos que ensinar o valor das coisas, a cuidar e preservar. Se você tem empregada e não precisa limpar nada, pode ir ensinado a cuidar das plantas, animais de estimação ou dos brinquedos. É importante ir mostrando desde pequenos que fazem parte do lar.

Teremos ensinado a cuidar do ambiente, a cooperar com os outros, a se orgulhar em ser útil e participativo. É muito além de tarefas domésticas, é um aprendizado que irá refletir em como seu filho se comportará no futuro. Você está criando um cidadão com responsabilidade com o meio em que vive? Ou um daqueles que esperam que tudo caia pronto na sua mão?

Gostou? Leia mais em:

Educação: gritar funciona?

O que os desenhos ensinam?

 

 

 

 

 

5 thoughts on “Autonomia: O que você está ensinando ao seu filho?

  1. Adorei seu post, me fez pensar muito. O Pedro está com quase 1 ano e 5 meses e eu não deixo ele fazer muitas coisas sozinhas por falta de tempo. Quero muito deixar e ir ensinando ele o que pode fazer jah. Seu post me ajudou a abrir os olhos e me atentar pra isso.

    1. Que bom que gostou! No primeiro filho também não tinha me atinado nisso, é tanta coisa neh, a gente não pára. Mas vale a pena, no fim ainda nos ajudam um pouco e ficam super contentes.

  2. Adorei! Penso igual, comecei a ensinar meu filho a arrumar o quarto com 1 ano e meio, no início era complicado ele achava que era brincadeira eu guardava e ele tirava , hoje com 2 e meio e já até sabe o lugar das coisas , e já corrige a Irma que tem 1 ano e meio , ela tb adora ser independente, tenta calçar os sapatos sozinha e vestir roupas , ainda não consegue, mas é um barato, sempre que dou algo pra ela comer , dou outro e a ensino levar para o irmão, ela adora ! Bj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *