O que fazer com os filhos em casa nas férias?

As férias chegaram mas, para parte das mamães, o que deveria ser momento de descanso acaba sendo um período de mais trabalho ainda. Você também está com os filhos em casa o dia todo? Aqui vão sugestões sobre o que fazer para distrair a gurizada!

Desde a metade de dezembro meu filho entrou de férias. Desde então, estou me virando para preencher os dias com alguma atividade divertida. Fiz um cronograma para intercalar dias de atividade na rua e em casa. Isso ajuda a planejar melhor a semana. Ele também faz natação duas vezes por semana, o que ajuda bastante.

As atividades na rua podem ser: ida ao shopping, cinema, teatro, museo, visita a casa da avó, visita a algum outro parente ou amigo. Com esse calor está complicado a ida frequente a parques ou praças, mas quando o tempo da uma refrescada é uma ótima opção. Dá para andar de bicicleta, dar uma caminhada e curtir uns amiguinhos na pracinha.

Nos dias em que ficamos em casa tomamos banho de mangueira, banho de piscina, jogar bichiguinhas de água ou até um banho de banheira mesmo. Vale tudo para se refrescar! Aproveito o sono da tarde da mais nova para montar lego, ler um pouco com o mais velho, montar quebra- cabeças enormes, jogar algum dos jogos que ele gosta.

Brincar de esconde-esconde ou caça ao tesouro (onde escondo algum objeto e vou dando dicas) é diversão na certa! Montar barraca de cobertas na sala também agrada muito, mas deixa a casa de cabeça para baixo..rsrsrs.

Outra idéia para fazer com os pequenos é artesanato. Tem diversas coisas fáceis e bacanas para fazer. Podem ser peças decorativas ou brinquedos. Com uma pequena pesquisa na internet podemos escolher algo que interesse e passar uma tarde bem divertida e produtiva.

Quando a mamãe cansa, é hora de ver um pouco de televisão, (sim, eu uso nestes casos sem neuras). Além disso, sempre temos uma pausa para um lanche, aqui adoram picnic no jardim. Um jeito divertido de comer frutas e tomar um suco.

Nesta época já estão indo dormir mais tarde e acordando mais tarde também. Por isso, passamos mais tempo com o papai à noite. Deixo ele inventar alguma coisa para brincar com as crianças e descansar um pouco. Ele adora jogar bola e dar uma canseira neles no final da tarde.

Quem pode ir uns dias a praia ou casa de parentes em outra cidade, não deixe de ir! É uma maravilha para os pequenos brincarem na areia e correrem na água. Se não for praia, só o fato de estarem em um local diferente já vai tornar as férias mais interessantes.

Mesmo assim, as crianças sentem falta de irem a escolinha e podem ficar irritadas pela mudança da rotina. Não se culpem se perderem a paciência, mas temos que entender que eles também não tem culpa de estranhar esse período.

Para as mamães, minha dica é a meditação. Uns minutinhos, umas duas vezes ao dia de preferência. Para que possamos ter pique e calma para curtir e aproveitar as férias com nossos filhos sem estresse.

As férias são uma ótima oportunidade de ter uma relação mais próxima dos filhos, brincar bastante e se divertir. Com um pouco de criatividade e planejamento podemos tornar as férias muito divertidas para os filhos e para nós também !

 

 

Dicas para férias com crianças pequenas!

Verão chegando e também as merecidas férias! Mas lembre-se: viajar com crianças pequenas requer cuidados e, às vezes, pode virar uma grande furada! Aqui vão algumas dicas para poder aproveitar o máximo as férias com os pequenos sem surpresas desagradáveis.

Muitas mães se questionam sobre como os bebês e crianças pequenas se saem em viagens de avião ou mesmo de carro. Já fiz algumas viagens e vou contar aqui como foi.

Viajar de avião com o bebê pequeno, na maioria das vezes, é bem tranquilo. O barulho e movimento do avião faz com que durmam a maior parte do tempo. Meus dois filhos viajaram algumas vezes e houveram vôos em que dormiram o tempo todo.

Eu segui uma dica da minha pediatra e amamentei na decolagem. Isso ajuda a acalmar eles e, além disso, a sucção diminui a pressão que pode causar desconforto nos ouvidos. Para nós, funcionou muito bem.

Quando o bebê já está na fase de 1 e meio a 2 anos eu considero o período mais delicado para se viajar. Longas viagens nesta fase é algo para se pensar. O que acontece é que eles não dormem muito e não querem ficar presos, nem no carro, nem no avião. Costumam estar na fase das birras e isso pode resultar em períodos de choro intenso durante o percurso.

Viajamos de carro pelo interior do RJ quando meu filho tinha uns 2 anos. Lembro dele batendo e gritando que queria descer do carro durante um bom tempo. Nada o acalmava. Eu, particularmente abandonei longas viagens de carro com meus filhos, pelo menos até a mais nova ter uns 3 anos.

E sobre onde ir? Eu procuro sempre pelas facilidades. Crianças exigem muito, dois então, nem se fala. Busco encontrar hotéis, pousadas ou casas bem próximas à beira mar. Ter que percorrer caminhos longos com carrinho ou carregando o bebê e sacolas não é uma boa opção. Praias mais tranquilas, com faixa de areia e mar calmo são o ideal. Levar brinquedos e aquelas piscinas individuais bem baixinhas, que se compra na praia mesmo, ajuda muito a entreter.

Uma boa dica é organizar o dia de acordo com as sonecas dos pequenos. Criança com sono, choro na certa! Minha filha, agora com 1 ano e meio, tira a soneca após o almoço. Nosso dia de férias começa cedo com café da manhã e ida a praia. Na hora do almoço voltamos e deixamos os pequenos descansarem. Após o soninho vamos passear pela cidade, lojas, jantamos em algum restaurante e voltamos. O dia acaba cedo, perto das 21hrs as crianças já estão deitadas.

Planeje seu dia. Tudo vai depender de onde você estiver e os passeios que forem fazer. A dica mais importante que quero dar é respeitar o ritmo dos pequenos. Férias são para toda família descansar e se divertir. Os filhos não vão aproveitar se estirem exaustos e irritados com muitas atividades ou longos períodos no mesmo local.

Alguns itens são indispensáveis na mochila, como: fraldas, muda de roupa, chapéu, repelente, protetor solar, toalhas ou tapetes para sentar. Mas, não podemos esquecer de ter sempre água e lanches. No verão a desidratação pode ser muito perigosa para bebês e crianças pequenas. Verifique sempre onde vai se terá onde comprar e mantenha na bolsa sempre uma garrafa para o caminho. Já me deparei em praias sem nada e ter que voltar.

Para quem tem condições os hotéis e resorts são grandes aliados. Na verdade os pequenos curtem mais uma piscina infantil do que o mar. O fato de estarem rodeados de outras crianças para brincar torna tudo mais divertido. E nestes casos, você não precisará ficar carregando tudo de um lado para outro o dia inteiro.

Organizar uma viagem em família com os avós ou tios e padrinhos pode ser uma ótima opção! Além de dividir os cuidados, costuma ser mais divertido e gerar ótimas recordações! Os papais ainda podem curtir uma noite ou outra para sair e dançar sem os pequenos.

Enfim, seja no campo ou na praia, sempre existem ótimas opções de férias. Procure se informar sobre o trajeto, acessos ao local, cidade mais próxima (para o caso de precisar de um médico) verificar se as acomodações tem berço,  transporte com cadeirinha para crianças, etc.

Não deixem de viajar por causa dos filhos, são momentos maravilhosos. Mas se adequar ao momento deles é imprescindível! Com um pouco de dedicação é possivel planejar as férias para que seja tranquila e agradável à todos.

Em breve vou postar um pouco de cada uma das viagens que fizemos e contar como foi. Quem quiser contribuir deixando nos comentários destinos legais para ir com a família será ótimo! Assim, vamos facilitando umas às outras  na hora da escolha dos destinos.