Meu filho tá doente!

Seu filho está doente? Pois é, a maternidade traz além de um amor imenso, uma responsabilidade ainda maior. Cuidar dos filhos é a coisa mais importante para as mamães, não é a toa que qualquer espirro já nos coloca em situação de alerta. É nosso instinto de proteger. A insegurança e a preocupação vão nos acompanhar sempre quando estiverem doentes, mas temos que lidar com calma e sempre seguindo instruções de um médico de confiança.

O que é normal?

Os bebês e crianças ficam doentes com muita frequência, principalmente depois que elas vão para a escolinha. Geralmente são viroses que passam sem maiores problemas.

Meu filho mais velho enquanto estava em casa com a avó mal teve um resfriado. Foi só ele entrar na escolinha aos 2 anos que tudo mudou. Febre, nariz entupido, tosse, dor de garganta entre outros sintomas viraram quase rotina na vida familiar. Nessa altura minha filha menor nasceu e mesmo antes de completar um mês já esteve com febre.

Toda vez que surge uma doença ou virose diferente já ficamos preocupados. Não dormimos observando a tosse, a respiração, se a febre subiu ou desceu. Aquela sensação de aperto no peito só passa quando vemos que estão melhores.

Já passei muita coisa, tomei vários sustos, mas já aprendi muito e hoje consigo vivenciar com mais calma esses momentos . Minha filha menor tem crises de asma quando se resfria. Demorou até que eu aprendi a reconhecer os sintomas e saber lidar com isso, mas é muito importante para dar o tratamento corretamente.

Infelizmente essa fase ainda não acabou aqui em casa. Até 3 ou 4 anos as defesas do organismo ainda não estão completamente formadas e passarei ainda muitas noites em claro. Mas quero tranquilizar as mamães com algumas informações:

Sinais de alerta!

Sem dúvidas o sintoma que nós achamos mais preocupante é a febre, mas não necessariamente precisamos correr na emergência sempre que ela aparecer. O bem estar da criança é sem dúvida o que mais devemos observar. Se ela estiver brincando, comendo, bebendo líquidos, podemos com calma ligar para o pediatra e seguir as instruções dele.

Febre em crianças pequenas podem ser bem altas, podem causar vômito e nos deixar em pânico. Nesses casos, o primeiro passo é  deixar a criança com menos roupa, para ir baixando aos poucos a temperatura. Dar o antitérmico como o pediatra prescreveu, usar paninhos úmidos ou um banho morno. Geralmente aos poucos a febre vai cedendo.

A dificuldade respiratória é sem dúvida uma situação preocupante, sempre ligue imediatamente para seu pediatra ou leve à uma emergência se notar algum esforço maior na respiração das crianças. Casos de bronquite ou asma podem ser perigosos se não tratados, na dúvida não arrisque.

Quando os bebês diminuem muito a comida, ficam muito irritados e chorões vale marcar uma consulta logo. Esses são sintomas comuns de dores de ouvido ou garganta. Bebês menores de um ano, geralmente são medicados nestes casos, mesmo se não apresentarem febre.

Geralmente os resfriados, gripes e viroses tem piora nos sintomas até o terceiro dia e então a febre deve ir embora e os sintomas melhorarem gradualmente. Caso após esse período haja piora ou febre persistente temos que levar ao médico para rever o quadro. Pode ser uma infecção e necessitar de antibióticos.

Conselho de mãe:

Busquem um bom pediatra que atenda telefone e esteja sempre disponível. Sei que é difícil encontrar mas vale muito a pena procurar. Demorei mas achei uma médica super atenciosa e levei apenas duas vezes meus filhos na emergência. (P.S: uma das vezes acabei desistindo após 5 horas de espera). Crianças pequenas precisam de acompanhamento e as emergências estão quase sempre lotadas, não desista pois vale o esforço.

Manter bons hábitos alimentares, higiene e acompanhamento médico regular ajudam a prevenir as doenças no geral. Tenham calma, que em breve esses momentos vão se tornando menos frequentes e nossas preocupações vão mudando. Já não serão noites controlando a febre, mas preocupados com as saídas noturnas ou outras coisas, rsrs.

Tudo que colocar nossos filhos em risco naturalmente tirará nossa paz. Hoje, eu entrego na mão de Deus e rezo para que estejam sempre saudáveis e seguros. Assim, espero encarar com mais leveza meus medos e cuidar deles transmitindo segurança e tranquilidade em todos os momentos.

Gostou? Leia mais em:

http://quemaesoueublog.com.br/natacao-para-bebes/

http://quemaesoueublog.com.br/sono-do-bebe-afinal-o-que-e-certo/

http://quemaesoueublog.com.br/alimentacao-saudavel-tem-como/

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *