Sono do bebê: o que é certo?

Já testei diversas formas de ensinar meu filho a dormir sozinho, muitas não funcionaram e outras tiveram resultado temporário. Agora, já tenho dois filho. Eles tem hábitos diferentes em relação ao sono, mas ambos ainda não adormecem sozinhos e ainda acordam no meio da noite. Mas será que isso realmente é um problema???

Meu primeiro filho dormia 5 horas direto desde o primeiro dia de vida. Eu dava mama e ele adormecia. Eu largava no berço, após segurar os 20 minutos para arrotar e pronto!

Quando precisava que outra pessoa fosse colocar ele para dormir, era quase impossível! Balançar foi a solução para os sonos diurnos, depois de tentarmos exaustivamente aquelas rotinas de canção de ninar, dar tapinhas no bumbum e escurecer o quarto. Ele chorava desesperadamente e nada de dormir.

Durante a noite amamentava no meio da noite e ele dormia de novo. Assim fomos até eu desmamar ele com 1 ano e 7 meses. Deitava na cama dele até ele dormir. Ele continuou a acordar algumas noites, outras dormia direto até amanhecer, mas não eram muito frequentes.

Quando tinha 2 anos e pouco nasceu minha filha, que desde o primeiro dia não pegava no sono mamando de jeito nenhum.  Então meu marido deitava com ela e ela dormia. Ele segurava ela firme para não ficar se mexendo, que nem fazem com o cueiro. Funcionava! Era mais fácil outras pessoas fazerem ela dormir pois eu não conseguia. Ela ficava brincando e nada de dormir. Diversas vezes ela quis passar a noite acordada, coisa que meu filho nunca fez. O que eu fiz? Esperei ela dormir.

Eu já li diversos livros e técnicas. Acho que a única que não tentei é a de deixar chorar e virar as costas. Porquê? Pois sou totalmente contra. Acredito que isso deve passar para os bebês uma mensagem de não poderem contar com ninguém. Imagina se sua mãe te ignora quando você se sente inseguro e desconfortável, o que se pode esperar das outras pessoas??

Apesar de todos os rituais e técnicas mais suaves para criar a rotina do sono, (que requerem paciência e dedicação) ainda  não consegui fazê-lo adormecer sozinho.

O que funcionou? Nada. Meu filho mais velho desde os 2 anos tem uma rotina comigo. Conto uma história, deito na cama com ele e em 5 minutos ele está dormindo. Ele não adormece sozinho até hoje e quando acorda com pesadelos, sempre precisa de mim para voltar a dormir. Isso é ruim?

Minha filha pequena que agora tem 1 ano adormece comigo ou meu marido deitada ao lado dela, eu ainda amamento no meio da noite e como ela tem crises de asma neste inverno eu acabei passando as noites em um colchão ao lado do dela. Isso te parece errado?

Nenhum dos meus filhos dormem no meu quarto ou na minha cama. O espaço do casal está preservado. As crianças dormem cedo e não deixo atrapalhar minha vida íntima. E se meus filhos não pegam no sono sozinho? E se acordam no meio da noite precisam de mim? Se eu estou disposta a estar presente para eles, dar carinho e amor, qual o problema?

No começo pirei na intenção de fazer meu filho dormir sozinho a noite inteira e hoje percebo que só perdi tempo e incomodei ele com tantas estratégias malucas. Alguns especialistas dizem que eles têm que aprender a dormir sozinhos, tem aqueles que defendem a cama familiar. Afinal, estou no meio do caminho. Encontrei a forma de lidar com o sono que me faz sentir bem e a eles também.

Eles só querem amor e atenção. É isso que vou dar a eles, respeitando cada um na sua individualidade. Afinal em breve eles nem vão querer a mãe abraçando e fazendo carinho na hora de dormir. Nós sentiremos saudades. Melhor aproveitar bem esses momentos únicos enquanto temos nossos pequenos grudados em nós.

2 thoughts on “Sono do bebê: o que é certo?

  1. Tenho um de dois é uma de um e não dormem sozinhos tb ,por vários motivos não tenho segurança de colocá- los no quarto sozinhos , então dormem no chão do meu quarto, cada um em seu colchão, amo acordar no meio da noite e olhar pra baixo pra ver se está tudo bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *